Deu a mão a Cilu

Submitted by fabio on sab, 09/03/2016 - 14:37

Mestre Lua, meu Rei
Teu baião chegou aqui
pra apaziguar o coração
Deixou mainha calma
Dedilhando sua canção 
E bate o pé
e bate a mão
mesmo presa
Tá no ritmo
é Baião.                

Me deixa Alegre 
Sem enxergar
Só ouvindo
Neste leito
De águas secas
Tem um rio  
de pura emoção
  
Tu voltou e deu a mão
Deu as mãos a mainha 
Encantando sua canção  
    
Obrigado meu Rei
Ó Rei do Baião
Tu  jamais sairá
Pra sempre no meu coração.

Mãe

Submitted by fabio on sab, 09/03/2016 - 14:36

Quero te ver andando
Quero te ver chegando
Que te ver indo e vindo

Quero te ver comendo
Quero te ver bebendo
Quero te ver sorrindo

Coisas simples
Coisas que sempre fez
Coisas que falta fazer

Mãe guerreira
que sempre esteve presente
Mas que hoje precisa da gente
E estamos aqui presente

Teus filhos te agradecem
Por nos ter feito muita oração
Por nos ter dado a sua mão
Somos filhos da sua dedicação.

Fabio gameleira 10/05/2015

Até o fim dos dias

Submitted by fabio on sab, 09/03/2016 - 14:35

Sei que nasci pra amar alguém
Só não esperava que este amor
fosse ser você.

Penso em ti todos os dias,
toda noite, todo dia,
até todo amanhecer...
pois bem sei que nasci pra amar você.

Só não sabia que podia ser assim!
Gostar de ti muito querer
mais que um ser humano
pode ver.

Penso em ti todos os dias,
toda noite, todo dia,
no teu cheiro, teu olhar,
sei que nasci pra amar você.

Salada de aipo

Submitted by fabio on sab, 09/03/2016 - 14:34

Sem saber...  salsa!
Não, aipo.

Salada de folha de aipo
Cilu dominava.

Talo de aipo,
Folha de aipo,
Maçã verde,
Tomate picado,
Cebola,
Iogurte, maionese e
uva passa.
Agora passa,

Salada de folha de aipo,
Cilu quem passa.

Fabio Gameleira - 24/04/2015

Somos humanos

Submitted by fabio on sab, 09/03/2016 - 14:33

Sonho com a poesia
em pele viva.
Vivo na pele a poesia,
você...
que desperta,
que aperta,
o meu amor.

Tristeza que alimenta a solidão,
sem você, sem ninguém...
Sonho pelo dia que chega,
mas erro por ser humano.

Te peço, se errar,
me perdoa,
eu te perdôo,
meu amor,
somos humanos.

Não deixe de expressar o que sente,
só assim eu te entendo,
só assim eu me entendo,
e tenho mais um pedacinho de ti,
e te dou mais um pedacinho de mim.

Filha amada!

Submitted by fabio on sab, 09/03/2016 - 14:32

Nasceu...
Ninguém sabia se
era menino ou menina,
só eu sabia,
mas diferença não fazia.

Dia 9 do 7 ela nasceu     
e encantou meu coração,
doce, meiga e delicada,
primeira neta denominada
e com F foi chamada,
Fernanda Figueira Gameleira.

Cresceu...
Logo, logo tava na creche,   
com o dedinho serelepe (risos),
cresceu forte e inteligente,
nunca deu trabalho pra gente.
Viveu alegrias e tristeza
mas esteve sempre presente.

Sentir o quê?

Submitted by fabio on sab, 09/03/2016 - 14:29

Anos passados
Não encontrados
Procurando....
 
Sentir o que ?     
São mil rosas vermelhas
Se desintegrando
Caindo do céu
Sobre um pingo de mel.

Prazer absoluto               
Sentindo a leveza
que conquista a alma,
sentimento, prazer.
              
Encontrei!                   
A neve branca que derrete         
em harmonia,
Inundando,
Aquecendo,                      
Trazendo euforia,
Posso dizer:  É VOCÊ.


Fabio Gameleira - 26/06/2014

Patético

Submitted by fabio on sab, 09/03/2016 - 14:28

Patético,
quase juvenil.
Enfeitiçado,
amor viril.

Guardei... não sei porque,
Achei... quase sem querer,
Razão... não quero ter,
Criei... dentro de mim,
Imaginei... ou só sonhei,
Amei... enfim toquei

Só sei
posso dizer
quanto querer
Prazer
infinito ser
me faz viver.
Sentir
igual não há
Amor
é pra você.

Fabio Gameleira - 15/07/2014 

Assim!

Submitted by fabio on sab, 09/03/2016 - 14:15

Te olho,
Te vejo,
Te sinto,
Teu cheiro
                                      
Gosto gostoso    
Aquece o amor
Raios de sol de
Céu penetrante                   
Inspiração...       
Assim!

Alma, leve,  ego, chamego,
suor, ardente, noite, dança, rosto, amor, ...

Fabio Gameleira - 16/06/2014